domingo, 28 de março de 2010

Conversão

















Como o orvalho surge na manhã
lágrimas deslizam pelo meu rosto
Um pecado do coração é deposto
Uma alma se torna sã


Tu tens o cheiro puro das maçãs
A vida mundana tem gosto
de mel amargo e tosco
Sua filosofia é vã


Estar contigo, é ter uma nova vida
É ser um novo ser
Um novo sol para me aquecer


e lágrimas que suavizam minhas feridas
Oh! Deus vem me converter
e dar em cada dia uma nova vida.


Henrique Rodrigues Soares

Um comentário:

REGGINA MOON disse...

Henrique,

Maravilhoso Soneto...Parabéns!!!

"A Páscoa não é apenas um momento de reflexão, mas de renovação, da fé, dos costumes, de nossas atitudes diante do universo que nos rodeia."

Boa Páscoa a voce e sua família!!

Beijos,

Reggina Moon