sábado, 24 de abril de 2010

Realidade




















Para quê amar?
Se sabemos que vamos perder.
Para quê sonhar?
Se sabemos que vamos acordar.


A realidade é uma parede maciça
de cimento ( e não sentimentos ).
A morte um tempo
que não temos como fugir.


Nos armários temos espelhos
que não refletem a minha verdade
que não refletem meus anseios.
Dentro dos teus olhos me vejo
vazio de desejos.


Henrique Rodrigues Soares

Um comentário:

REGGINA MOON disse...

Henrique,

Uma das mais belas definições da realidade do amor que já li...
Voce tem o dom de expressar sentimentos de forma direta e com uma sensibilidade ímpar!
Parabéns!!

Beijos,

Reggina Moon